Como a GNDI Sul estimulou o engajamento dos seus beneficiários de grupos de caminhada


Até 5 milhões de mortes no mundo podem ser evitadas anualmente se as pessoas praticarem mais atividades físicas, começando com uma caminhada, por exemplo. A estimativa mundial é que o sedentarismo custe US$ 54 bilhões em assistência médica direta. Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS). Criar programas e incentivar a prática de exercícios é uma forma de se apostar na prevenção e reduzir custos para as operadoras de saúde. Um exemplo é o realizado pela operadora de saúde GNDI SUL, do Grupo NotreDame Intermédica Sul, que criou o ‘Programa Em Movimento’ para incentivar caminhadas, com o objetivo reduzir o número de beneficiários sedentários no plano. O software de medicina preventiva Previva tem sido usado para facilitar o gerenciamento desses pacientes. 

A caminhada é um exercício aeróbico que pode ser realizado por qualquer um, independentemente da idade e do condicionamento físico. É ideal para pessoas que decidem começar a fazer atividades físicas. E pode ser incentivada.

Para o Supervisor de atividade física e especialista em Saúde do Trabalhador e Gestão em Saúde do Grupo NotreDame Intermédica Sul (GNDI SUL), Diego Mariano Gonçalvez de Souza, cuidar mais da saúde deve ser um comportamento constante. “Iniciar uma atividade depende do objetivo individual de cada pessoa, tempo disponível, o quanto pode investir nessa modalidade. Caminhadas são interessantes para estimular o condicionamento cardiorrespiratório, conciliar isso com algum programa de treinamento de força é o mais indicado para a maioria das pessoas”, declara.

Como a GNDI Sul estimulou o engajamento dos seus beneficiários de grupos de caminhada

Quantidade de atividade física recomendada

A recomendação da OMS é de pelo menos de 150 a 300 minutos atividade aeróbica moderada para adultos por semana. Segundo a organização mundial, um em cada quatro adultos não pratica atividade física suficiente. Manter-se ativo é fundamental para prevenir e controlar doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e câncer. Também contribui para reduzir os sintomas de depressão, ansiedade e do declínio cognitivo, entre outros benefícios. 

Atuando com a prevenção

A GNDI Sul faz parte do Grupo NotreDame Intermédica, que tem mais de 50 anos de atuação no segmento empresarial e mais de 6 milhões de beneficiários. Desde 2014,  investe nos programas de promoção da saúde, utilizando o software Previva no Centro de Qualidade de Vida (CQV) para auxiliar na gestão dos programas e no controle dos indicadores dos grupos. 

A unidade de Medicina Preventiva foi criada pela operadora com objetivo de atender pacientes portadores de doenças crônicas, como: hipertensão, diabetes, obesidade, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), dor crônica, entre outras. Entre os programas desenvolvidos para o incentivo específico de caminhadas ou atividades físicas está o ‘Programa Em Movimento’, direcionado para todos os beneficiários da GNDI SUL. “A aceitação é boa e as pessoas dão um excelente feedback ao final do grupo”, relata Souza.

Ele conta também que, em 2019, a operadora realizou quatro corridas de rua para o público infantil, atendendo mais de 5 mil crianças da rede municipal de Curitiba. “Acredito que podemos ser um grande polo de promoção de saúde para a população brasileira”, comenta.

 

Plataforma online auxilia no gerenciamento 

Para auxiliar no gerenciamento do programa, a equipe conta o apoio do software  Previva, que é uma solução completa para gestão de pacientes crônicos e programas de medicina preventiva. A plataforma é utilizada para otimizar ações de promoção da saúde, além de auxiliar na racionalização dos custos assistenciais através da gestão integral da saúde dos participantes, proporcionando aumento da longevidade com maior qualidade de vida.

O software ajuda, por exemplo, no conhecimento do perfil dos usuários das operadoras de saúde, permitindo identificar pessoas com fatores de risco como obesidade e hipertensão. Dessa forma, é possível desenvolver ações sob medida para o universo de usuários da operadora, visando à promoção da saúde e redução de custos assistenciais.

“O Previva vem sendo um grande aliado na gestão dos programas do CQV. Através dos indicadores coletados, podemos gerar relatórios que nos permitem ter um gerenciamento efetivo dos programas “, explica Diego.

Benefícios da Caminhada

A caminhada é classificada como a mais segura das atividades aeróbicas, tanto sob o ponto de vista cardiovascular como ortopédico. Mesmo executando-a com passos rápidos, dificilmente o coração será sobrecarregado. E, diferente da corrida, o risco de lesões nas articulações é menor. “O movimento da caminhada estimula todo o aparelho locomotor aumentando o metabolismo, a capacidade respiratória, a imunidade e a disposição”, destaca Souza. 

Confira alguns outros benefícios que a caminhada pode trazer para a sua saúde:

  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Diminui os riscos de problemas cardíacos;
  • Melhora a ansiedade e o estresse;
  • Auxilia nas dietas de emagrecimento;
  • Ajuda a tonificar e fortalecer os músculos;
  • Reduz a pressão sanguínea e os níveis de colesterol no sangue;
  • Evita o aparecimento da osteoporose;
  • Combate o diabetes;
  • Melhora o nível de condicionamento físico;
  • Aumenta a imunidade do organismo.

 

Além de evitar doenças e melhorar a qualidade de vida, caminhar três vezes por semana, pode ser tão eficiente no tratamento de depressão aguda quanto a utilização de medicamentos. 

Souza ressalta ainda que a caminhada em um local com muita área verde como parques e praças pode servir como um exercício de mindfulness, conectando a pessoa com o agora e proporcionando liberação de hormônios do bem-estar, como endorfina e serotonina. São inúmeros benefícios para o praticante, que ganha em qualidade de vida, e também para o sistema de saúde, que reduz custos assistenciais com doenças passíveis de prevenção por meio de hábitos mais saudáveis!

Para iniciar, é preciso respeitar o próprio ritmo, realizar distâncias progressivas e manter uma frequência.

Relatório destaca evolução das caminhadas

O relatório anual sobre a prática de exercícios no mundo, divulgado pelo Strava, rede social voltada ao esporte, apontou a caminhada ao ar livre como uma das atividades que mais cresceram desde o ano passado. O balanço reuniu dados dos mais de 95 milhões de usuários da plataforma e identificou o dobro de registros de caminhadas na comparação de 2021 com 2020.  

As restrições necessárias por conta da pandemia da covid-19 ajudaram a torná-la mais popular em todo o mundo. No Brasil, a caminhada ao ar livre subiu 1,6 vez na comparação com 2020. O relatório apontou que o brasileiro caminha, em média, três horas por semana. 

Uma das hipóteses do crescimento da caminhada no Brasil é ser um esporte de entrada para outros, com pessoas querendo começar a se movimentar e encontrando nela um jeito mais fácil e tranquilo de começar.

De acordo com o relatório, quanto mais idosas as pessoas, maior o percentual das caminhadas. Destaque à faixa etária acima de 70 anos, onde 56% dos usuários da rede social registraram as atividades ao ar livre. No Brasil, a estatística foi de 52%. O menor índice no país foi observado entre pessoas de 18 a 29 anos.

Saiba mais sobre o Previva

Da mesma forma que o Grupo NotreDame Intermédica Sul (GNDI SUL), sua operadora também pode melhorar a gestão dos pacientes crônicos e integrar todas as ações de medicina preventiva em uma única ferramenta.

Entre em contato com o Previva e solicite uma demonstração do sistema. As operadoras que decidem primar pela prevenção da doença e promoção de saúde só têm a lucrar, ou melhor, a economizar.

 

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?