Saúde dos colaboradores: atenção das empresas à causa é essencial


Saúde dos colaboradores

O colaborador adoece, entrega um atestado e se ausenta do serviço, por um curto ou por um longo período. É nesse momento que muitos gestores lembram da saúde de suas equipes. No entanto, promover na empresa uma cultura de atenção à saúde dos colaboradores é uma das formas de melhorar não só a produtividade da equipe, mas, também, de ampliar a satisfação das equipes com o trabalho desempenhado.

Até mesmo um problema de saúde aparentemente simples pode comprometer a equipe. A gripe, por exemplo, é responsável por 20% das faltas durante o inverno. E mais, por uma queda de até 50% na economia das empresas, segundo dados da Associação Nacional de Medicina do Trabalho (Anamt). Esse problema pode ser melhorado se a organização incluir ações de imunização dentro de sua política de promoção da saúde. Mas somente isso não basta.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o estado de saúde é expressado através do completo bem-estar físico, mental e social. É, portanto, não apenas a ausência de enfermidades. Por isso, vamos apresentar iniciativas que o gestor deve tomar para garantir que seus colaboradores adotem posturas saudáveis no dia a dia, adquirindo benefícios tanto para o estado físico quanto psicológico.

Iniciativas de promoção à saúde dos colaboradores

Algumas ações básicas podem – e devem – ser incentivadas pela empresa: boa alimentação, ingestão de água, exercícios físicos regulares, visitas periódicas ao médico para avaliações, bem como a prevenção de acidentes e doenças.

Dessa forma, além de investir em um plano de saúde corporativo, em uma comissão de prevenção a acidentes de trabalho e em campanhas de imunização – como a vacinação contra a gripe – o gestor deve organizar ações de conscientização para incentivar alguns comportamentos de atenção à saúde do trabalhador.

Toda a equipe deve ser periodicamente orientada a:

  • buscar uma alimentação regular e saudável para evitar o surgimento de doenças como hipertensão, diabetes e colesterol alto;
  • manter as mãos sempre higienizadas, evitando a propagação de vírus e bactérias;
  • manter um ambiente limpo e organizado, evitando acúmulo de papéis, para que cada um tenha um dia mais produtivo e com menos stress;
  • no uso do computador, observar o posicionamento do monitor, das mãos e dos braços, ajustando os móveis de acordo com a altura correta;
  • evitar os longos turnos ou jornadas sem interrupção;
  • movimentar-se, dar uma pausa nas atividades: levantar, fazer alongamentos, conversar com os colegas, manter um bom relacionamento interpessoal;
  • reconhecer as limitações, não tentando improvisar um trabalho para o qual não está qualificado;
  • trabalhar sempre com atenção, bom senso e moderação;
  • incentivar a participação em programas de controle do peso para evitar obesidade e também em programas para abandono do cigarro e do álcool;
  • programar as atividades no trabalho e no lazer, para envolver a família e os amigos, alcançando assim um bem estar físico e emocional.

Incentivando posturas e comportamentos, como os listados acima, o gestor conseguirá implementar uma cultura de atenção e promoção à saúde dos colaboradores dentro da organização. O retorno obtido é o aumento da satisfação, do bem estar e, consequentemente, da produtividade dos funcionários, diminuindo ausências e aumentando o engajamento.

E você? Concorda com a visão de que é melhor cuidar da saúde da equipe hoje para não colher prejuízos amanhã? Deixe nos comentários sua opinião.

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?