O papel do psicólogo na medicina preventiva e nos programas de promoção da saúde


O psicólogo na medicina preventiva é mais do que um profissional especializado em analisar o comportamento do ser humano, com o objetivo de ajudá-lo a enfrentar problemas emocionais.

Além de cuidar da saúde mental dos indivíduos, seu papel na promoção da saúde inclui identificar os fatores psicológicos que podem levar ao adoecimento e indicar as mudanças de comportamento necessárias para a manutenção da saúde.

o papel do psicólogo na medicina preventiva

Ao montar uma equipe multidisciplinar para executar um programa de prevenção e promoção da saúde, os gestores da área de medicina preventiva não podem abrir mão do apoio deste profissional.

Na prevenção das doenças crônicas, por exemplo, a atuação do psicólogo é essencial para saber como intervir diante dos diferentes estágios motivacionais dos beneficiários, ensinando técnicas que contribuem para mudanças de comportamentos.

Isso sem falar na participação do psicólogo em iniciativas de medicina preventiva diretamente ligadas à sua área de atuação, como o suporte ao idoso, a pacientes pós ou pré cirurgia bariátrica ou a pessoas que sofrem com transtornos alimentares, alcoolismo e tabagismo.

Muitas operadoras de saúde também oferecem programas voltados especificamente a beneficiários com quadros de ansiedade ou depressão, além de ações para auxiliá-los no combate ao estresse.

Funções do psicólogo na medicina preventiva

Dentro de uma equipe que atua de forma multidisciplinar em diversas ações de prevenção e promoção da saúde, o psicólogo pode assumir diversas funções.

Ele deve ser parte atuante no desenvolvimento dos projetos e participar da implementação, da execução e da avaliação das ações, sempre baseado na avaliação dos indicadores de saúde dos beneficiários.

Confira a seguir algumas das funções dos profissionais de Psicologia na medicina preventiva:

  • dar suporte psicológico para comportamentos disfuncionais que ameaçam a saúde;
  • promover e orientar atividades em grupo, visando a promoção da qualidade de vida por meio da troca de experiências e de saberes sobre o corpo e a saúde;
  • prestar atendimento individualizado, para tratar de questões pertinentes a cada indivíduo e que não devem ser coletivizadas;
  • ministrar palestras e workshops voltados à promoção da saúde mental e estratégias para fortalecer a auto-estima e a capacidade de adaptação ao meio.

Um aliado no combate ao estresse e à ansiedade

Cada vez mais, a atuação do psicólogo nas ações de medicina preventiva tem se tornado mais importante. Principalmente quando a ansiedade e o estresse da vida diária começam a causar alterações neurológicas, endócrinas e imunológicas que aceleram processos de doença em um número crescente de indivíduos.

Nas operadoras de saúde suplementar, a maior parte dos gestores já tomaram consciência da importância do equilíbrio emocional de seus beneficiários para o sucesso dos programas de prevenção e promoção da saúde.

E a sua operadora, já aproveita todo o potencial do psicólogo na medicina preventiva?

Compartilhe sua experiência com a gente nos comentários.

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?