Como prevenir danos da demência em idosos


A expectativa de vida do brasileiro aumentou e está estimulando a busca por melhor qualidade de vida. Todos querem viver melhor para aproveitar ao máximo todas as fases da vida.

Para alcançar esse objetivo um fator muito importante é prevenir danos da demência, pois como o cérebro é quem comanda todo o nosso corpo, se algo não vai bem com ele todo o resto será afetado.

O primeiro passo para prevenir danos da demência é agir antes que eles apareçam.

Os médicos recomendam que a prevenção da doença comece a partir da meia idade, mesmo que o paciente não apresente sintoma algum. Tanto os profissionais da saúde quanto os familiares têm um papel importante de orientar e estimular a atividade cerebral.

demência em idosos

A demência em números

Segundo informações divulgadas pelo o Hospital Albert Einstein, a cada quatro segundos é diagnosticado um novo caso de demência no mundo. O Alzheimer representa mais de 50% dos casos de demência, sendo o tipo mais comum da doença.

Estima-se que uma em cada nove pessoas com idade acima de 65 anos tenha Alzheimer. A cada três idosos que morrem por ano, um tinha Alzheimer ou algum outro tipo de demência.

A estimativa é que até 2050 o número de pessoas com demência cresça cerca de 200% no Brasil, por isso a importância de prevenir danos da demência enquanto ainda há tempo.

Tipos e causas da demência

As demências são classificadas em vários tipos: as degenerativas, como o Alzheimer e as reversíveis que podem ser causadas por diabetes, hipertensão, sobrepeso, tabagismo e alcoolismo, além de outras causas mais raras.

Embora a demência degenerativa ainda não possa ser evitada, seus sintomas podem ser prorrogados. Já os casos de demência que são reversíveis podem ser evitados quando o paciente e a família decidem prevenir danos da demência ao melhorar a qualidade de vida.

Como o diagnóstico precoce favorece o tratamento, o acompanhamento médico regular com geriatra, psiquiatra ou neurologista também é prevenção.

Família unida para prevenir danos da demência

O diagnóstico de demência altera a rotina do paciente e de sua família, todos que convivem diretamente com a doença precisarão de orientação para amenizar seus sintomas. Por isso, é muito melhor prevenir danos da demência de forma alegre e divertida.

Convide a família toda para estimular o cérebro, pode ser através da leitura, contação de histórias ou jogos educativos. Também vale aprender um novo idioma ou um instrumento musical e praticar atividades que envolvem estratégia, como o xadrez.

Tudo contribui para manter as conexões cerebrais ativas, assim como atividade física, que também merece uma atenção especial.

Como diz o ditado: é melhor prevenir do que remediar. Então que tal começar hoje mesmo?

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?