Falta de prevenção faz casos de diabetes quadruplicarem em 35 anos

prevenção do diabetes

O aumento da obesidade e do sobrepeso entre a população mundial transformou o diabetes tipo 2 em uma das doenças que mais preocupam os profissionais de saúde. Segundo relatório divulgado em abril de 2016 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de casos registrados no mundo passou dos 108 milhões em 1980 para 422 milhões em 2014.

A OMS estima que atualmente o diabetes afeta 8,5% dos adultos no planeta, metade deles vivendo em cinco países: China, Índia, Estados Unidos, Brasil e Indonésia. Na região das Américas, o percentual subiu de 5% em 1980 para 8,3% em 2014, ou seja, de 18 milhões para 62 milhões.

Esta realidade torna a prevenção da doença um verdadeiro desafio para os profissionais da saúde brasileiros. De acordo com dados da OMS, mais da metade dos adultos no Brasil estão acima do peso e 20% da população pode ser considerada obesa. Isso explica a crescente incidência do diabetes tipo 2 entre a população brasileira, atingindo 8,8% das mulheres e 7,4% dos homens.

A prevenção é o melhor caminho

Por ser uma importante causa de mortes prematuras e incapacitação entre pacientes, a prevenção do diabetes implica em estimular a adoção de hábitos mais saudáveis e incentivar o diagnóstico precoce para evitar complicações decorrentes do tratamento tardio, como amputações, cegueira ou falência renal.

“O diabetes tem causado grandes impactos na saúde e nas finanças dos brasileiros”, avalia o Dr. Lenildo de Moura, médico da OMS que atua na prevenção e no controle da doença no Brasil. “Muita gente não sabe que tem diabetes e, quando chegam no hospital com o agravamento de um sintoma, geralmente já é tarde demais.”

Segundo a OMS, o diabetes causou diretamente 1,5 milhão de mortes só no ano de 2012, sendo que os altos níveis de glicose no sangue causaram outros 2,2 milhões de óbitos por elevar os riscos de problemas cardiovasculares, entre outras doenças. Muitas dessas mortes (43%) ocorrem prematuramente, antes dos 70 anos de idade, e poderiam facilmente ter sido evitadas com a adoção de programas de prevenção.

Sistemas inteligentes na prevenção do diabetes

Ferramentas essenciais para a prevenção do diabetes, os programas de Medicina Preventiva são as melhores maneiras de gerenciar ações para promover hábitos saudáveis entre funcionários de uma empresa ou usuários de planos e convênios de saúde. Para coordenar e implantar estes programas de forma ainda mais eficaz é recomendável contar com o auxílio de softwares especializados em gestão de saúde.

Utilizando os recursos de um sistema automatizado de gestão, o profissional de saúde pode organizar facilmente um monitoramento dos beneficiários e assim ter um diagnóstico antecipado de problemas que podem se agravar no futuro.

É possível, por exemplo, identificar todas as pessoas que apresentam sobrepeso e monitorá-las como pacientes com potencial de desenvolver diabetes, além de pressão alta e outras doenças. Com essas informações pode-se não só promover o diagnóstico precoce e prevenir o surgimento de novos casos, como reduzir de forma significativa os custos para as operadoras.

As perdas econômicas causadas pelo diabetes são consideráveis, tanto para as pessoas afetadas como para os sistemas de saúde. Diante do envelhecimento da população mundial e dos níveis crescentes de obesidade em todo o globo, os pesquisadores alertam para o fato de que a doença está prestes a se tornar um tema de saúde pública global “incontornável”.

Para os gestores de operadoras de saúde, essa preocupante constatação torna ainda mais urgente a necessidade de promover ações para prevenir o diabetes entre seus beneficiários. Se sua operadora ainda não implantou programas de medicina preventiva específicos para combater esta doença, o que você está esperando? Certifique-se de ter uma boa ferramenta para auxiliá-lo na gestão dos dados e invista na prevenção!

Saiba mais sobre como prevenir alguns fatores causadores do diabetes:

Como controlar a obesidade com programas de medicina preventiva.

Os benefícios de incentivar a reeducação alimentar entre a população.

Combate ao sedentarismo: campanhas de prevenção podem ser muito eficazes.

Foto: FreeImages.com/Michaela Kobyakov

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?