Planejamento em medicina preventiva: como programar ações sazonais e criar programas de prevenção


Em uma operadora de saúde, assim como nas empresas em geral, a cada fim de ano os gestores devem reservar um espaço em suas agendas para planejar as ações que serão executadas no ano seguinte.

Nesse contexto, o planejamento em medicina preventiva ganha importância especial, já que muitas ações de prevenção e promoção da saúde têm relação com o calendário.

Pense nas datas que temos ao longo do ano para reforçar a conscientização sobre uma série de problemas de saúde. São todas oportunidades para sua operadora agir e impactar o beneficiário a respeito da prevenção de doenças.

Mas para executar todas essas ações na data certa e com a eficácia desejada, é preciso antes de tudo planejar!

planejamento em medicina preventiva

Criando um calendário de ações

Ao fazer sua reunião anual de planejamento em medicina preventiva, deve-se dar atenção às ações que precisam ser realizadas em épocas específicas do ano.

Por exemplo, quando as temperaturas começam a baixar, vale a pena intensificar a prevenção de doenças respiratórias e as campanhas de vacinação contra a gripe.

Com a chegada do verão, o foco pode ser a prevenção do câncer de pele.

Estes são apenas alguns exemplos. Além das variações sazonais, também é necessário levar em consideração as especificidades das regiões em que sua operadora atua.

Na região Nordeste, por exemplo, o inverno é mais ameno e as temperaturas costumam ser elevadas na maior parte do ano. Nesse caso é mais válido investir em ações de prevenção de doenças tropicais, como dengue e febre amarela, do que gripes e resfriados.

Na região Sul, por sua vez, onde o verão costuma ser menos quente e o inverno mais rigoroso, a atenção deve ser redobrada nos meses mais frios do ano.

Além dessas iniciativas de caráter regional, existem ainda outras ações sazonais que podem ser planejadas anualmente e executadas todas as regiões.

É o caso de campanhas como Outubro Rosa e Novembro Azul, que têm como objetivo incentivar a prevenção do câncer de mama e câncer de próstata, respectivamente.

Uma boa fonte para pesquisar datas desse tipo é o Calendário da Saúde, mantido pelo Ministério da Saúde.

É importante que todas estas campanhas de caráter sazonal sejam previstas e inseridas no planejamento desde o início do ano, para que os gestores de medicina preventiva possam prever com antecedência os custos envolvidos em cada ação.

Planejando programas de saúde

Quando se fala em planejamento em medicina preventiva, precisamos entender que não basta apenas se programar para executar ações pontuais no decorrer do ano. Esse é um aspecto muito importante, mas não deve ser a única preocupação do gestor ao planejar as atividades nessa área.

Quem coordena esta área também precisa dar muita atenção ao planejamento quando for a hora de criar um programa de prevenção e promoção da saúde (Promoprev) para sua operadora.

Como se tratam de iniciativas que funcionarão durante um período mais longo, com grupos de pacientes se reunindo em encontros periódicos, é fundamental ter tudo bem planejado antes de investir tempo e recursos na execução do programa.

Segundo orientação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), para ter sucesso na gestão desses programas é preciso planejar com atenção o formato e as atividades a serem realizadas, as áreas de atenção que serão abordadas, a população que será contemplada e os resultados que se deseja alcançar.

Sempre que for criar um novo programa de Promoprev para a sua operadora, certifique-se de incluir as seguintes tarefas no processo de planejamento:

  • Definição da metodologia de seleção de elegíveis para o programa;
  • Definição de indicadores de saúde para monitorar e avaliar resultados;
  • Definição de projetos terapêuticos de acordo com a população do programa, com a descrição das ações e a periodicidade das atividades;
  • Definição dos objetivos, cobertura e metas;
  • Definição dos protocolos clínicos a serem adotados;
  • Definição dos profissionais de saúde que serão envolvidos;
  • Definição das estratégias de comunicação e engajamento dos beneficiários;
  • Definição da necessidade de produzir material didático auxiliar;
  • Definição de como serão gerenciados os resultados desta ação.

Informação de qualidade = planejamento eficiente

Para que possa realizar um bom planejamento em medicina preventiva, o gestor precisa ter acesso a informações de qualidade que lhe permitirão tomar as melhores decisões.

Estas informações incluem dados sobre o perfil de saúde dos beneficiários e também indicadores e resultados das ações e programas já realizados anteriormente. Dessa forma é possível segmentar o público de acordo com a proposta de cada programa e reavaliar algumas estratégias que vêm sendo aplicadas.

Nada melhor do que saber o que já deu certo (ou errado) em outras oportunidades na hora de planejar uma próxima atividade com o público da sua operadora, não é mesmo?

Entretanto, para que você consiga trabalhar com todas estas informações, elas precisam ser sistematizadas e analisadas de forma fácil, rápida e confiável.

E você só consegue isso com a ajuda de um software especializado em medicina preventiva.

Usando a tecnologia como aliada

Com o auxílio da tecnologia, você pode analisar características demográficas e epidemiológicas para segmentar seus beneficiários em grupos de acordo com a elegibilidade para determinados programas.

Um sistema especializado também vai ajudá-lo a calcular os recursos necessários para a estruturar o programa e a definir os indicadores que serão usados para acompanhar os resultados.

Ter uma boa gestão da informação durante o desenvolvimento destes programas é fundamental para que os resultados esperados possam ser alcançados.

Não esqueça:

A qualidade do software escolhido para fazer a gestão das ações preventivas tem influência direta na qualidade do seu planejamento.

Se você quer obter os melhores resultados nessa área, com menos custos e mais eficiência, conheça agora mesmo o Previva e veja como podemos facilitar a gestão da medicina preventiva na sua operadora!

programa de medicina preventiva

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?