Como controlar a obesidade com programas de medicina preventiva


balancaEngana-se quem ainda pensa que comer bem é sinônimo de comer muito. Recentemente, o Ministério da Saúde divulgou um pesquisa que revela que quase metade da população brasileira está acima do peso – desses, 14,3% são crianças (6 a 9 anos) e 21,7% são adolescentes (10 a 19 anos) considerados obesos. Devido ao alto número de pessoas com sobrepeso, as operadoras de saúde estão investindo em ações para controlar a obesidade com programas de medicina preventiva.

A principal causa para o excesso de peso apontada por diversas pesquisas é o consumo em excesso de refrigerantes e de alimentos com altos níveis de gordura. A baixa ingestão de frutas e verduras também está na lista dos hábitos que precisam ser mudados. Para isso, os planos de saúde precisam promover ações para checar o quadro geral de saúde dos beneficiários. São atividades dinâmicas que estimulam as pessoas a se pesarem e aprenderam mais sobre os benefícios de uma boa alimentação.

Para crianças e adolescentes, é fundamental conscientizar os pais sobre a obesidade com programas de medicina preventiva. Nesses casos, deve-se explicar sobre a importância de um dieta balanceada para que os filhos tenham hábitos saudáveis desde pequenos e evitar problemas futuros.

Controlar a obesidade com programas de medicina preventiva traz vantagens para ambos os lados, desde os participantes até o gestor. O beneficiário vai ter maior qualidade de vida e a operadora de saúde poderá ter, a longo prazo, a redução de custos assistenciais, uma vez que uma pessoa com o peso regulado será mais saudável. 

Você tem alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe nos comentários abaixo.

Crédito de Imagem: 

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?