Como um software integrado ao ERP da sua operadora pode melhorar a gestão da medicina preventiva


Com o aumento das adesões aos planos e convênios de saúde, milhares de informações são compartilhadas diariamente na gestão de atendimentos e processos internos.

Para que uma operadora de saúde possa trabalhar de forma eficiente com tanta informação é imprescindível contar com um bom sistema de ERP (Enterprise Resource Planning), um software que literalmente ajuda a planejar a aplicação dos recursos de uma empresa.

Contudo, os ERPs disponíveis no mercado não oferecem ferramentas para administrar programas de prevenção e promoção da saúde com a mesma flexibilidade de um software especializado.

Sua aplicação é mais indicada para aspectos gerais da gestão financeira e operacional.

Portanto, ao pensar em uma solução de tecnologia para medicina preventiva, lembre-se de adotar um sistema que facilite a troca de informações com o ERP da sua operadora.

medicina preventiva: software integrado ao ERP

O que um software integrado ao ERP pode fazer

Com uma ferramenta capaz de automatizar o controle das informações de entrada e saída de inscritos, bem como o perfil e o desempenho dos usuários nos programas, sua operadora pode estruturar melhor as ações de promoção da saúde e prevenção de riscos.

Ao utilizar um software integrado ao ERP, o gestor de medicina preventiva consegue:

  • Comunicar-se com o sistema de cadastros já existente na operadora
  • Agilizar o levantamento de perfil epidemiológico dos usuários
  • Gerenciar com mais precisão a base de dados
  • Analisar os resultados dos programas
  • Monitorar eventos clínicos dos beneficiários (internações, procedimentos, etc)

Do ponto de vista de gestão, a tecnologia automatiza processos e possibilita a redução de custos operacionais.

Um software integrado ao ERP, além de diminuir o tempo de resposta em atividades que envolvem armazenamento de dados, proporciona um aumento de produtividade para quem utiliza as informações.

Além de facilitar o gerenciamento de dados e contribuir para a tomada de decisões, um sistema de gestão de medicina preventiva integrado ao ERP garante o reconhecimento da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) na aprovação de programas de prevenção e promoção da saúde.

Ter os dados integrados é uma garantia a mais de integridade e coerência da informação.

Mais motivos para investir na integração

Se você ainda não se convenceu de que é mais do que necessário integrar os sistemas de TI da sua operadora, sugerimos a leitura deste artigo destacando as principais vantagens da integração para o bom desempenho na gestão de medicina preventiva.

Depois disso, que tal conhecer uma plataforma 100% web, que tem como características a flexibilidade e a capacidade de integrar-se facilmente ao seu ERP?

O Previva oferece tudo isso e muito mais!

Visite nosso site e veja como podemos melhorar a gestão das suas ações de prevenção e promoção da saúde.

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?