Por que avaliar os indicadores operacionais nos programas de medicina preventiva


indicadoresoperacionaisTodo projeto que exige um investimento, deve ser bem administrado e acompanhado para que gere resultados e não ocorram desperdícios de tempo nem de dinheiro. Por isso, nos programas de medicina preventiva, além de medir a efetividade das ações, também é preciso medir a efetividade da equipe envolvida. Nesses casos, avaliar os indicadores operacionais é um trabalho essencial para identificar erros e acertos.

Esses indicadores operacionais são parâmetros que indicam a produtividade e levantam informações sobre o programa em geral. Sua análise é de extrema importância para que os gestores possam decidir quais etapas precisam de mais investimentos e quais estão bem encaminhadas.

Com os indicadores operacionais é possível avaliar, por exemplo, o tempo de atendimento, percentual de frequência em palestras e outras questões. No caso do tempo de atendimento, verificar qual a duração média de uma consulta inicial é importante para garantir se é possível abrir mais vagas para o programa ou se, antes de aumentar o número de participantes, talvez seja necessário contratar mais profissionais.

Outro grande objetivo dos indicadores operacionais é apontar qual atividade tem algum impedimento e precisa de atenção extra. Por exemplo, em um programa para gestantes, se houver dois profissionais ministrando palestras e o profissional A tiver mais audiência e mais satisfação do público que o profissional B, é preciso averiguar onde está o problema com o segundo. Talvez ele apenas não seja um bom palestrante e possa ser realocado dentro do programa, desempenhando outra atividade que traga mais resultados. Isso enfatiza ainda mais que analisar todo o cenário contribui para a tomada de decisões.

Tem alguma pergunta sobre esse tema? Compartilhe nos comentários.

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?