O que é Grau de Necessidade de Atenção (GNA) e como utilizá-lo na gestão da medicina preventiva


O que é GNA (Grau de Necessidade de Atenção)?

Uma das vantagens de utilizar um sistema especializado para gerenciar as ações de medicina preventiva é ter indicadores precisos para auxiliar no planejamento e na execução dos programas de prevenção e promoção da saúde. Um deles é o Grau de Necessidade de Atenção (GNA), conceito usado pelo Previva no processo de estratificação de risco e classificação dos participantes destes programas.

O GNA define o nível de atenção que o beneficiário necessita receber dos profissionais de saúde, de acordo com sua condição clínica. Após a aplicação de questionários, com o preenchimento de questões específicas, o software de medicina preventiva classifica o participante usando faixas de pontuação que podem ser personalizadas seguindo as especificidades de cada programa.

No processo de estratificação de risco, por exemplo, os diferentes graus de GNA servem para classificar a necessidade de atenção dos participantes em grupos de risco muito baixo, risco baixo, risco médio ou alto risco.

Para determinar a classificação de cada participante dentro de um programa de medicina preventiva, o Previva utiliza a pontuação do GNA em conjunto com outro indicador importante: a Gravidade. Saiba mais a seguir:

O conceito de Gravidade no sistema Previva

A Gravidade é um indicador que serve definir o beneficiário em cada programa que ele participa e em cada problema de saúde que ele possui. Ela costuma ser usada em conjunto com o GNA para classificar o participante nos diferentes grupos e subgrupos que podem ser criados para os programas de medicina preventiva.

Diferentes tipos de Gravidade podem ser definidos pelo sistema para classificar um participante em um diagnóstico ou pré-diagnóstico, definindo o período de atendimento dentro dos protocolos de atividades periódicas.

Exemplos:

Obesidade: Leve, Moderada, Grave

Hipertensão: Risco Alto, Baixo, Médio

Aplicando o GNA na seleção de elegíveis

Além de definir protocolos de atendimento dentro de um programa de medicina preventiva, ambos os indicadores – juntamente com a faixa etária do beneficiário – são usados para criar regras para a classificação e seleção de elegíveis.

O participante é classificado em programas e condições clínicas conforme o seu GNA e a sua Gravidade, obtidos por meio da aplicação de questionários. Com base nestes dados, o Previva aplica regras de classificação predeterminadas para identificar em qual subgrupo o participante deve ser inscrito.

Depois da aplicação do questionário, além de classificar o beneficiário de acordo com GNA e a Gravidade, o software sugere sua inclusão em determinado programa ou alterações nos programas dos quais já participa.

 

Agora que você já sabe como o GNA pode ser usado para otimizar a gestão da sua operadora de saúde, que tal conhecer melhor o sistema Previva? É por meio deste software especializado que você poderá aplicar esta e outras ferramentas para melhor planejar, executar e avaliar os resultados de seus programas de medicina preventiva.

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?