Cresce a procura por mamografia entre as beneficiárias de planos de saúde


Um estudo realizado pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) indicou um aumento de 5,1% na procura por mamografia entre as beneficiárias de planos de saúde médico-hospitalares.

De acordo com a Análise da Assistência à Saúde da Mulher na Saúde Suplementar Brasileira, em cinco anos o total de mamografias realizadas anualmente no país cresceu de 4,8 milhões para 5 milhões.

procura por mamografia

A pesquisa acompanhou os procedimentos de assistência à saúde realizados pelas mulheres da Saúde Suplementar brasileira entre 2013 e 2018.

Neste artigo vamos destacar os resultados mais importantes relacionados a prevenção do câncer de mama.

Mas vale a pena acessar o documento para ter uma ampla análise dos serviços prestado pelas operadoras ao público feminino (baixe aqui o PDF).

 


Mais mamografias e mais internações

Segundo o estudo do IESS, apenas em 2018 foram realizados 5 milhões de exames de mamografia pelas operadoras de saúde, sendo 2,3 milhões na faixa etária prioritária (de 50 a 69 anos).

Em comparação com 2013, o crescimento foi de 7,3% para essa faixa de idade

Os números mostram ainda que 47,8% das mulheres entre 50 a 69 anos vinculadas a planos médico-hospitalares haviam feito exame de mamografia em 2013.

Cinco anos depois, esse índice subiu para 48,5%.

Apesar desse avanço, a pesquisa registrou um avanço de 19,7% no total internações relacionadas ao câncer de mama no mesmo período.

É importante ressaltar que a procura por mamografia cresceu mais justamente pelo grupo definido como prioritário pelo Ministério da Saúde.

Mesmo assim, a faixa etária entre 50 a 69 anos ainda responde por menos da metade dos exames de mamografia preventiva.

É preciso investir na conscientização

Na opinião dos pesquisadores, os resultados da análise demonstram a importância de investir em ações de conscientização e o papel fundamental de campanhas como o Outubro Rosa para a prevenção do câncer de mama.

O que você achou dos números revelados pelo IESS?

Já percebeu essas mesmas tendências entre as beneficiárias da sua operadora?

E o mais importante:

O que está sendo feito para educar o seu público, de modo a reduzir as internações e evitar o desperdício de recursos?

Pense nisso.

E não esqueça de compartilhar sua experiência conosco!

Estamos aqui para ajudar sua operadora a obter os melhores resultados em seus programas de prevenção e promoção da saúde!

engajar beneficiários

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?