Como avaliar a efetividade da medicina preventiva


efetividadeTodas as discussões sobre medicina preventiva indicam um caminho: é necessário promover qualidade de vida. Por isso, as operadoras de planos de saúde e empresas estão investindo cada vez mais nessa área. Mas como outros os programas que exigem algum tipo de investimento, as ações de medicina preventiva também devem ser acompanhadas pelos seus responsáveis. Uma forma de fazer isso é avaliar a efetividade da medicina preventiva.

Para as empresas, é possível verificar se houve redução no número de colaboradores doentes e faltantes por motivos de saúde. Nesses casos, é simples avaliar a efetividade da medicina preventiva, pois se os índices sofreram queda, é sinal de que os funcionários estão mais saudáveis. Além disso, acompanhar constantemente a saúde dos participantes, com ações regulares para verificar os resultados de exames em relatórios, também é uma iniciativa válida. Por exemplo, nas ações voltadas para os obesos, se houver perda de peso, é sinal de que o programa está atingindo o objetivo.

Outro modo de avaliar a efetividade da medicina preventiva em qualquer empresa, com uma linha mais financeira, é medindo o ROI – retorno sobre investimento. Existem vários jeitos de medir o ROI. Um deles é calcular quanto “custa” um beneficiário antes de participar dos programas de medicina preventiva e depois de ser incluído nas ações. Comparando os valores, é possível saber se houver redução de gastos. Você pode saber mais sobre ROI em programas de medicina preventiva em outro post no nosso blog.

Muitas vezes os gestores de empresas e operadoras de planos de saúde pensam que os resultados da efetividade da medicina preventiva são facilmente percebidos. Muitas vezes, pode não haver redução direta de custos, mas a longo prazo os benefícios gerados com a melhora na qualidade de vida dos participantes terão influencia também no setor financeiro.

Você tem alguma pergunta? Deixe nos comentários abaixo.

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?