Combate ao sedentarismo: campanhas de prevenção podem ser muito eficazes


A medicina preventiva tem como maior objetivo promover a saúde de uma forma inteligente. É aí que entram as campanhas de prevenção, como o combate ao sedentarismo.

O comportamento sedentário pode ser definido como a falta ou apenas a diminuição de atividade física.

Portanto, qualquer ação das operadoras de saúde para promover a prática da atividade física entre seus beneficiários será válida para prevenir doenças hipertensão, diabetes e colesterol alto.

Incentivar uma vida mais ativa ajuda a evitar que essas e outras doenças se instalem na população. Ao mesmo tempo, promove uma economia significativa para as operadoras de saúde, reduzindo a demanda por vários tratamentos que representariam um alto custo.

Então vamos lá!

combate-ao-sedentarismo

Campanhas de prevenção do sedentarismo

Programas de medicina preventiva não devem ser confundidos com ações rápidas e pontuais feitas sobre determinados assuntos ligados à saúde.

O ideal é planejar dinâmicas e debates envolvendo conceitos ligados à manutenção de uma vida saudável.

No caso dos programas de combate ao sedentarismo, organizar atividades físicas ao ar livre é uma ótima iniciativa.

Nessas campanhas, as operadoras devem orientar seus beneficiários sobre como levar uma vida mais saudável e ativa. É preciso mostrar que umas das medidas para a prevenção de doenças é a escolha de alguma atividade física e o fato de torná-la um hábito.

Para começar, incentive seu beneficiário a praticar esportes. Nunca é tarde para começar e existem muitas alternativas.

Para quem gosta de se exercitar individualmente, caminhada, corrida, ciclismo e natação são algumas opções.

Para quem prefere fazer uma atividade coletiva, existem as academias que disponibilizam uma diversidade de aulas, como ginástica, pilates, musculação, spinning, hidroginástica, dança, entre outros.

Impacto do sedentarismo na saúde e nos custos assistenciais

A falta de atividade física pode causar vários problemas que se agravam com o passar do tempo. Os sistemas cardiovascular e pulmonar se beneficiam com atividades regulares, evitando doenças como hipertensão, obesidade e suas consequências, como derrame, infarto, entre muitas outras.

A melhora nas taxas sanguíneas e pressão arterial após o começo de uma prática regular de atividade física também é visível: quem começa a praticar percebe imediatamente o impacto positivo que ela exerce sobre a saúde.

Por isso tudo, é fundamental informar seus beneficiários sobre os impactos diretos do sedentarismo na sua saúde e bem-estar.

Mas é igualmente importante conscientizar seus gestores quanto aos custos da inatividade física e o seu impactos indiretos nas finanças da operadora.

Pense nisso!

 


Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?