Bariátrica em adolescentes: cirurgia pode ser benéfica em casos de obesidade severa


Quando se avalia a viabilidade da cirurgia bariátrica em adolescentes, médicos e pais se veem diante do seguinte dilema:

Será melhor esperar alguns anos, na esperança de que a ciência desenvolva uma solução menos drástica?

Ou fazer a operação o quanto antes para minimizar as consequências a longo prazo, já que a maioria dos casos envolve pacientes com anos de obesidade infantil?

Pois agora essa questão está mais perto de ser resolvida.

cirurgia bariátrica em adolescentes

Novos estudos indicam que pacientes mais jovens podem apresentar melhores resultados pós-cirurgia do que os adultos.

O New England Journal of Medicine publicou recentemente um um artigo com os resultados de uma pesquisa que acompanhou durante cinco anos a saúde de 557 pessoas submetidas à cirurgia bariátrica nos Estados Unidos.

Os pacientes foram divididos em dois grupos: o primeiro composto por 161 adolescentes (de 13 a 19 anos) e o segundo por 396 adultos (de 25 a 50 anos).

O estudo revelou que os adolescentes perderam, pelo menos, o mesmo peso que os adultos, além de terem mais probabilidade de reduzir ou resolver condições crônicas decorrentes da obesidade.

Cirurgia bariátrica em adolescentes: eficácia vs. restrições

É interessante observar que muitos dos adolescentes que participaram do estudo já apresentavam complicações causadas por um quadro severo de obesidade, principalmente hipertensão e diabetes tipo 2.

Mesmo reconhecendo isso, os médicos geralmente evitam indicar a cirurgia bariátrica para pacientes mais jovens por temer que eles tenham dificuldades em lidar com as consequências pós-operatórias.

É claro que sempre é melhor encontrar alternativas à cirurgia bariátrica, que causem menos impacto à qualidade de vida do paciente e não impliquem em altos custos para as operadoras de saúde.

Mas quando se trata de um quadro muito severo de obesidade, os resultados serão melhores se o tratamento começar antes do adolescente desenvolver problemas de longo prazo.

Vantagens e desvantagens da bariátrica em adolescentes

Apesar de não haver outro tratamento que leve a uma perda tão grande de peso e permita sua manutenção por um período maior de tempo, a cirurgia bariátrica exige muito do paciente.

Por meio de uma técnica chamada bypass gástrico, os cirurgiões reduzem a maior parte do estômago e criam um desvio no intestino. Essa condição vai obrigar o paciente a comer pequenas refeições em intervalos frequentes pelo resto da vida.

O que muitos médicos ainda questionam é a capacidade desses jovens de se comprometerem a seguir essa dieta e tomar as vitaminas e os minerais necessários. Um adolescente estaria pronto para isso?

Por isso mesmo, a questão ainda não está totalmente resolvida.

É necessário analisar caso a caso, de preferência com o apoio de uma equipe multidisciplinar com médicos especialistas e acompanhamento psicológico do paciente.

Como a questão da cirurgia bariátrica em adolescentes é encarada na sua operadora de saúde? Deixe um comentário e compartilhe sua experiência conosco!

Entre em contato

Solicite uma demonstração ou deixe sua mensagem

Ficou com dúvida sobre o Previva?